• Afrwns

Dois angolanos fazem história na indústria espacial africana

Ambos foram eleitos entre mais de 100 inscrições e 31 nomeações exclusivas de 13 países africanos. A seleção envolveu um meticuloso processo de verificação e classificação por uma equipe de cinco juízes de cinco países africanos, que incluiu Angola.


O Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN) participou do corpo de jurados, através da diretora-geral para a Área Técnica e Científica, engenheira Vangiliya Pereira, que ajudou a escolher os jovens que "quebram os limites do céu e carimbam a pegada africana no espaço".


Para Angola, isto significa mais um porta ao reconhecimento de tudo que tem sido feito no país na área espacial a fim de nos tornamos uma referência, não só a nível de África, mas do mundo, seja em termos de infra-estruturas espaciais, seja, também na formação e capacitação de jovens na área espacial", destaca a engenharia Vangiliya Pereira.


O "Top 10 Under-30" é uma iniciativa da empresa africana de consultoria e media focada em tecnologia espacial, Space in Africa, e neste ano, a inclusão e diversidade estiveram no centro da premiação, ao darem oportunidade para os jovens com menos de 30 anos.


"Penso que é de grande impacto esta iniciativa pois vai incentivar e galvanizar os jovens a dar o seu melhor naquilo que é o seu potencial e a não perderem o foco naquilo que queiram atingir", disse a engenheira, para ressaltar que "todo esforço tem a sua recompensa".


Premiação:


Lançado no ano passado, em comemoração ao 50° aniversário da histórica missão Apollo 11 à lua, o prêmio "Top 10 Under-30" reuniu engenheiros, cientistas, desenvolvedores de negócios, pesquisadores, defensores de política e acadêmicos da África que contribuiram, mesmo que de maneira pequena, não apenas para o desenvolvimento da indústria espacial de seu país, mas também para expandir o conhecimento no crescente setor espacial da África.


O organizador da premiação, o cientista espacial nigeriano e fundador do Space in Africa, Temidayo Isaiah Oniosun, ressalto o fato dos juízes serem profissionais respeitados em instituições públicas e privadas, com vasta experiência e conhecimento da indústria espacial africana".


"Embora a indústria tenha muitos pioneiros importantes, nos últimos tempos a indústria espacial da África está desfrutando de grandes contribuições de jovens inovadores, engenheiros, empresários, professores e entusiastas de outras partes da indústria", destaca.


Bevania Martins e Marco Romero integram o grupo de seis técnicos do GGPEN que estão cursando mestrados nas áreas espaciais, em Toulose. A oportunidade para os técnicos é fruto da parceira entre o Estado, por intermédio do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, com a empresa francesas Airbus, parceira nas construções dos satélites ANGOSAT-2 e 3 e a Rússia, no âmbito das compensações do ANGOSAT-1.


Bevania Martins (28 anos):


Marco Romero (29 anos):


Fontes: Jornal de Angola - Space in Africa

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
Caneca Oficial

Caneca Oficial

R$ 44,90Preço
Camiseta Oficial

Camiseta Oficial

R$ 39,90Preço
Caneca Personalizada

Caneca Personalizada

R$ 49,90Preço
Camiseta Personalizada

Camiseta Personalizada

R$ 41,90Preço
Caneca Africa Leão

Caneca Africa Leão

R$ 44,90Preço
Camiseta Oficial África

Camiseta Oficial África

R$ 39,90Preço