Estrelas da tecnologia - Chefes Africanas

Microsoft, Facebook e Google fizeram sua escolha: no novo setor de tecnologia, os chefes são na maioria das vezes. Chefes.


  • Yacine Barro Bourgault (Senegal)

Formada em uma escola de negócios francesa, a Inseec, chefe da Microsoft na África Ocidental também estudou no Reino Unido e nos Estados Unidos antes de fazer sua estreia na Cisco, Celtel e Africa24. Convencida de que as ferramentas digitais podem aumentar a autonomia das mulheres, ela também acredita que o desenvolvimento do empreendedorismo na África requer apoio e treinamento, e que transcende questões de gênero.



  • Bella Disu (Nigéria)

Uma estrela da tecnologia - ela é a vice-presidente executiva da Globacom, a segunda maior operadora móvel da Nigéria - Bella Disu também é herdeira, pois é filha do segundo homem mais rico da África, Mike Adenuga. Em 2018, Emmanuel Macron fez dela um "cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras" por seu trabalho à frente da Aliança Francesa em Lagos.



  • Ethel Delali Cofie (Gana)

Fundador e CEO da consultoria ganesa Edel Technology Consulting, este jovem graduado da Universidade de Brighton no Reino Unido e da Yale School of Management nos Estados Unidos navega entre a Europa e a África Ocidental, com uma predileção pelo mundo da tecnologia.


Ela também trabalhou para a operadora Vodafone. Fundadora da organização Women in Tech Africa, seu discurso, misturando a promoção das mulheres e a das novas tecnologias, é um sucesso na mídia.



  • Juliet Ehimuan (Nigéria)

Desde 2011, Juliet Ehimuan lidera as operações do Google na Nigéria, após um início de carreira em outros grandes grupos, como Shell e Microsoft. Esta empresária, uma das mais influentes da África Ocidental, juntou-se ao conselho de administração da Nestlé no início de 2020.


Ela vê as novas tecnologias como uma importante ferramenta de emancipação, apontando que é preciso apenas um smartphone para uma jovem mãe que vive em uma aldeia rural na Nigéria ter acesso às mesmas informações que um CEO do Vale do Silício.



  • Nunu Ntshingila-Njeke (África do Sul)

Quando o Facebook decidiu abrir seu primeiro escritório na África, em Joanesburgo, o comunicador sul-africano, até então presidente da agência local de Ogilvy, foi escolhido para geregá-lo. Desde então, o Diretor Regional da África esteve em todas as frentes e está apoiando o desenvolvimento da rede social no continente. Em setembro, anunciou a abertura de um segundo escritório no continente: em Lagos.




Fonte: Jeune Afrique

Posts recentes

Ver tudo
 
Caneca Oficial

Caneca Oficial

R$ 44,90Preço
Camiseta Oficial

Camiseta Oficial

R$ 39,90Preço
Caneca Personalizada

Caneca Personalizada

R$ 49,90Preço
Camiseta Personalizada

Camiseta Personalizada

R$ 41,90Preço
Caneca Africa Leão

Caneca Africa Leão

R$ 44,90Preço
Camiseta Oficial África

Camiseta Oficial África

R$ 39,90Preço