• Nathalia Gomes

Twitter estabelece sua primeira presença africana em Gana

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, por meio de um tweet, anunciou que a empresa estaria marcando uma presença na África. "O Twitter está presente agora no continente. Obrigado, Gana e Nana Akufo-Addo", disse ele.



Em um comunicado,o Twitter diz que agora está construindo ativamente uma equipe em Gana "para estar mais imersa nas comunidades ricas e vibrantes que conduzem as conversas que ocorrem todos os dias em todo ocontinente".


O Twitter indicou várias funções, desde produtos e engenharia até design, marketing e comunicações para vagas de emprego na empresa. No entanto, os indivíduos preencherão essas funções remotamente, pois o Twitter faz planos para estabelecer um escritório no país mais tarde.



"A escolha de Gana como sede das operações do Twitter na África é uma excelente notícia. O governo e os ganeses saúdam muito este anúncio e a confiança reposta em nosso país", disse a presidente ganesa Nana Akufo-Addo.


Ele também revelou que teve uma reunião virtual com Dorsey no dia 7 de abril, onde as duas partes poderiam ter finalizado o acordo.


"Como indiquei a Jack em nossa reunião virtual em 7 de abril de 2021, este é o início de uma bela parceria entre o Twitter e Gana, que é fundamental para o desenvolvimento do setor de tecnologia extremamente importante de Gana. São tempos emocionantes para estar e fazer negócios em Gana", acrescentou.


De acordo com o Twitter, a decisão de iniciar sua expansão africana com Gana decorre das negociações do país com a AfCFTA e sua abertura para a internet.


"Como um defensor da democracia, Gana é um defensor da liberdade de expressão, da liberdade online e da Internet Aberta, da qual o Twitter também é um defensor. Além disso, a recente nomeação de Gana para sediar o Secretariado da Área De Livre Comércio Continental Africana está alinhada com nosso objetivo abrangente de estabelecer uma presença na região que apoiará nossos esforços para melhorar e adaptar nosso serviço em toda a África", dizia o comunicado.


A notícia vem quase dezoito meses após a visita de Dorsey com sua equipe no Twitter à África pela primeira vez em novembro de 2019. Durante sua turnê pelo continente, ele visitou Gana, Etiópia, Nigéria e África do Sul, onde se reuniu com diferentes líderes do setor e partes interessadas em tecnologia em assuntos relacionados ao Twitter e ao bitcoin.


Dorsey afirmou que voltaria ao continente para viver seis meses em meados de 2020, mas a pandemia garantiu que esse plano fosse sujo. Desde então, pouco foi comunicado por Dorsey ou pela equipe do Twitter sobre a visita, embora em setembro, a empresa tenha feito algumas parcerias de saúde mental e cultura com comunidades locais em todos os países — Afrochella e The HackLab Foundation em Gana, Amref Health Africa no Quênia e Mentally Aware Nigeria Initiative (MANI) na Nigéria.


Em outubro de 2020, o CEO do Twitter mostrou solidariedade nos protestos contra a brutalidade policial que abalaram a Nigéria e apoiaram o uso de bitcoin durante as manifestações. Durante meses, parecia que Dorsey estava apenas preocupado com as atividades de bitcoin no continente. No entanto, as notícias de hoje colocam as coisas em perspectiva e mostram que conectar o Twitter e o continente estava no fundo de sua mente, afinal.



Fonte: Tech Crunch

11 visualizações0 comentário
 
Caneca Oficial

Caneca Oficial

R$ 44,90Preço
Camiseta Oficial

Camiseta Oficial

R$ 39,90Preço
Caneca Personalizada

Caneca Personalizada

R$ 49,90Preço
Camiseta Personalizada

Camiseta Personalizada

R$ 41,90Preço